quinta-feira, 1 de julho de 2010

Uma semana sem Miyoji Kayó

O empresário, ex-vereador (autor da lei que instituiu a bandeira oficial do município de Miracatu), ex-prefeito (por dois mandatos - 1993/1996 e 2005/2008), Comendador e cidadão Miyoji Kayó, falecido dia 24 de junho de 2010 às 3h (madrugada), completa hoje 7 dias de ausência em suas frequentes caminhadas pela cidade de Miracatu. Faleceu com 73 anos de idade sendo velado no Centro Comunitário de Miracatu e seu sepultamento se deu no Cemitério do centro da cidade às 17h. Aqui fica nosso respeito aos familiares e amigos que sentem a perda de uma figura carismática e emblemática que deixou dentre suas obras como administrador o Ginásio de Esportes da cidade, a Concha Acústica, o Centro de Eventos, o Centro de Convivência dos Idosos, além de contribuir para a Cultura e o desenvolvimento de ações culturais no município. Com isso Miracatu perde não só uma pessoa, mas a personificação de um político engajado e amigo dos miracatuenses.


6 comentários:

  1. Seria justo falar do concurso feito durante o último governo dele, que todos sabem que foi tramoia, e o motivo dele ter sido POSTO PARA FORA DA PREFEITURA !!!

    ResponderExcluir
  2. Este momento não é para lamentar os erros cometidos mesmo porque isso já foi falado nesse blog. As considerações a esse respeito ficam restritas às suas opiniões que deveriam ser colocadas não como anônimo, mas com identidade para que suas fala pudesse ter melhor proveito. Cabe a Justiça avaliar e julgar os erros administrativos em seu exercício de mandato e se nada foi feito ou por você ou pela justiça cabe a história julgar.

    ResponderExcluir
  3. a justiça já julgou, e vai sobrar até para a família do ex-prefeito. Bem que os filhos dele pediram a ele que não se candidatasse a prefeito novamente, mas não foram escutados.

    Cerca de sessenta pessoas que entraram na prefeitura pelo concurso serão futuramente demitidas, pois o mesmo foi ANULADO. Se teve até fulano que passou na prova sendo analfabeto, a mentira ficou mais do que na cara. Já era, uma grande vergonha para Miracatu.

    Mas é claro que vou postar anônimo. Em uma cidade em que tem gente que vive sabotando a rodovia para tombar caminhão para roubar a carga, vendendo o roubo até em repartições píblicas, tipo o hospital, existem pessoas capazes de tudo. Quem passou, que se prepare para ir para rua, mesmo que tenha sido um dos poucos a entrar honestamente.

    ResponderExcluir
  4. Miyoji Kayó foi uma das pessoas mais humanas e carismática desse rincão, suas pendengas políticas e administrativas cabem a justiça avaliar, sua família sempre foi acima de qualquer duvida mesquinha ou mentirosa que possam atribuir.Miyoji deixa muito mais ... e deve ser respeitado como bom ser humano que sempre foi!

    ResponderExcluir
  5. "Miyoji Kayó foi uma das pessoas mais humanas e carismática desse rincão..."

    Isso não muda os fatos. Se o sujeito é, digamos assim, honesto, e deixa que se cometam atos desonestos no governo dele, ele é responsável também. Ser um bom ser humano também envolve não se meter em bananadas como essa. Muitas pessoas foram prejudicadas, trata-se de um fato, e está apenas no começo essa confusão.

    ResponderExcluir
  6. futeborvarzeano@gmail.com9 de julho de 2010 22:37

    Quero aqui externar os meus sentimentos, quanto a passagem de Miyoji Kayo. Da vida pública ou privada, ficou aquela saudade de um homem que sempre estava a andar pela cidade, conversando e proseando com todos, não importando a origem social.

    ResponderExcluir

Faça seu Comentário no Miracatuando